NACIONAIS

FNA, CAU e entidades do CEAU têm programação dinâmica e exclusiva no UIARio2021

Com uma ampla agenda de debates que vêm ocorrendo desde março dentro das Semanas Abertas do 27° Congresso Mundial de Arquitetos, a Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (FNA) ingressa no mês de julho – ponto máximo do evento global – com um conteúdo diferenciado, dinâmico e com a participação de especialistas de diversas frentes da Arquitetura e Urbanismo.

Desta vez, parte da agenda da FNA ganhará a contribuição e a parceria do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU Brasil) e do Colegiado das Entidades Nacionais dos Arquitetos e Urbanistas (CEAU). Todas as atividades com participação dessas entidades poderão ser acessadas pelos canais da FNA e do CAU Brasil após o encerramento do congresso, além do ambiente “Diálogos com a Sociedade” da plataforma exclusiva do UIA2021RIO.

Com o tema “Todos os Mundos, um só mundo”, o congresso se realizará entre os dias 18 e 22 de julho.  A programação especial da FNA para o UIA2021RIO começa no dia 18 de julho, das 17h às 19h, com a Mesa MUNDO DO TRABALHO: TRANSFORMAÇÕES NO ESPAÇO DAS RELAÇÕES CONTEMPORÂNEAS, uma produção exclusiva da FNA que terá a participação dos convidados Ricardo Antunes (sociólogo e professor do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da UNICAMP), Daniela Sarmento (arquiteta e urbanista, vice-presidente do CAU/BR), Alfredo Campos (sociólogo português e delegado do Instituto Nacional de Estatística), Clemente Ganz (sociólogo e assessor do Fórum das Centrais Sindicais), Roberto Veras (sociólogo e professor da Universidade Federal da Paraíba) e Clara Ant (arquiteta e urbanista, ex-dirigente da FNA, fundadora da Central Única dos Trabalhadores e Conselheira do Instituto Lula).

A mediação da Mesa de abertura no congresso será feita pela presidente da FNA, Eleonora Mascia. A produção visa discutir as mudanças que o mercado de trabalho vem sofrendo nas últimas décadas e as perspectivas para o futuro. Para a presidente da FNA, Eleonora Mascia, a pauta se mostra imprescindível para o movimento sindical. “Estamos vivendo uma realidade preocupante com as altas taxas de desemprego, precarização das relações trabalhistas e uma maior informalidade, não só para os profissionais de arquitetura, mas para todos os trabalhadores de um mundo que passa por mudanças”, afirma.

Para o dia 19/7, das 18h às 20h, a FNA e o CAU Brasil organizaram a Mesa Educação em Arquitetura e Urbanismo, dividida nos Módulos 1 “Ensino e Formação: Inclusão, Materialidade, Presencialidade, com a participação de Ana Maria Goés (arquiteta e urbanista e mestre pela PUC Campinas/SP, presidente da Associação Brasileira de Ensino de Arquitetura e Urbanismo – ABEA);   Helena Andrade (diretora geral da Federação Nacional de Estudantes de Arquitetura e Urbanismo – FeNEA) e Valter Caldana (arquiteto e urbanista e professor  titular da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Mackenzie/SP, conselheiro federal do CAU Brasil). O módulo contará com a mediação de Gogliardo Maragno (arquiteto e urbanista e professor e pesquisador na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

O Módulo 2 “Educação em Arquitetura e Urbanismo: a Profissão e a Sociedade” trará como convidados Ana Claudia Cardoso (arquiteta e urbanista e diretora da ANPARQ/BR), Ângelo Marcos Vieira de Arruda (arquiteto e urbanista, membro do Conselho Consultivo da FNA e professor aposentado), Maribel Aliaga (arquiteta e urbanista, professora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UnB). O tema contará com a mediação de Tiago Holzmann da Silva (arquiteto e urbanista, presidente licenciado do CAU/RS e conselheiro do Instituto de Arquitetos do Brasil – AB).

Também em 19/7, a FNA participa com uma programação especial audiovisual, com a apresentação do filme A BOLSA OU A VIDA, do cineasta Silvio Tendler. O documentário foi produzido em plena pandemia para discutir o tema ‘o que virá depois da pandemia?’ A transmissão acontece a partir das 20 horas.

Em 20/7, das 16h às 18h, a FNA e o CAU Brasil abordarão o histórico e a aplicabilidade da Assistência Técnica para Habitação de Interesse Social (ATHIS) com duas Mesas de debate com os temas “Históricos e Desafios para uma Política Continuada” e “Experiências e Boas Práticas”. O objetivo é resgatar o processo de criação da ATHIS e como ela vem sendo aplicada e desenvolvida no território brasileiro. A primeira Mesa, que debaterá o processo de desenvolvimento da Lei de Assistência Técnica, conta com a participação de Newton Burmeister (ex-presidente da FNA e ex-secretário de Planejamento Urbano de Porto Alegre/RS), Cristina Barreiros (coordenadora Adjunta da Comissão de Política Profissional do CAU Brasil) e Luiz Eduardo Sarmento (Diretor Nacional de Cultura do Instituto de Arquitetos do Brasil – IAB). A mediação será de Maíra Rocha (Conselheira do CAU Brasil). “A Assistência Técnica e o trabalho do profissional de arquitetura são uma questão de saúde pública e da qualidade da vida urbana. Compreender todo o desenvolvimento da Lei nos ajuda a traçar planos para o futuro e encontrar maneiras de levar a nossa atuação adiante”, salienta Maíra.

Na abertura da primeira Mesa, será exibido o vídeo-manifesto do CAU Brasil em defesa de uma Política de Estado para a ATHIS, incluindo compromissos de ações do Conselho para alcançar este objetivo.

A segunda parte do debate busca trazer as experiências de diferentes profissionais com Assistência Técnica. Participam da conversa Socorro Leite (diretora executiva Nacional da Habitat para a Humanidade Brasil), Clarice de Oliveira (professora do Departamento de Urbanismo da Faculdade de Arquitetura da UFRGS e conselheira Superior do IAB-RS), Ivanete Carpes Ramos (presidente do Sindicato dos Arquitetos do Mato Grosso do Sul – SINDARQ/MS), e Patrícia Oliveira (arquiteta e urbanista responsável pelo projeto Casa da Lala, em Manguinhos – RJ). A mediação será de Ormy Hütner Jr (arquiteto e urbanista e vice-presidente da FNA). “Esperamos inspirar os arquitetos e as arquitetas a dedicarem sua profissão à ATHIS. A Assistência Técnica é algo fundamental para o nosso país, que vive em tempos de desigualdade profunda. Moradia digna é um direito e a arquitetura pode fazer dela uma realidade”, destaca Hütner.

A Mesa do dia 21/7, das 17h às 19h, intitulada A Cidade e o Futuro é uma produção conjunta com o CEAU e será aberta com a exibição do documentário inédito “20 anos do Estatuto da Cidade: Utopia ou luta?”, no qual a FNA propõe uma reflexão sobre a necessária transformação democrática das cidades no Brasil. A partir da comemoração dos 20 anos do Estatuto da Cidade em 2021, a entidade pretende fazer um balanço sobre a sua implementação, identificando questões que não saíram do papel e aspectos que precisam efetivamente avançar para mudar a realidade urbana brasileira.

Para tanto, o documentário da FNA convidou profissionais  que foram fundamentais para a elaboração e aprovação do Estatuto e continuam atuando para que os propósitos presentes na lei sejam efetivados: o ex-presidente da FNA Eduardo Bimbi, a coordenadora da rede BR Cidades e arquiteta Ermínia Maricato, a assistente social e coordenadora da União Nacional por Moradia Popular (UNMP), Evaniza Rodrigues, o advogado na União dos Movimentos de Moradia de São Paulo (UMM-SP) e coordenador municipal da Central dos Movimentos Populares (CMP) Benedito Barbosa, a ex-secretária nacional do Ministério das Cidades e arquiteta Raquel Rolnik, o arquiteto e urbanista José Roberto Bassul, a presidente do Instituto Brasileiro de Direito Urbanístico, Betânia Alfonsin, o diretor do Instituto Pólis Nelson Saule Jr., e a assessora do presidente Lula, Clara Ant.

Na sequência do documentário, acontecem dois módulos de debates: ‘Estatuto das Cidades’, com a participação de Luciana Schenk (arquiteta e urbanista, presidente nacional da Associação Brasileira de Arquitetos Paisagistas – ABAP), Walter Linzmeyer (segundo vice-presidente e conselheiro superior do Instituto de Arquitetos do Brasil, Departamento do Paraná), Nicole Brazeiro (integrante da diretoria da FeNEA) e Paulo Eduardo Ribeiro (arquiteto e urbanista e vice-coordenador do DOCOMOMO-RJ). A mediação será feita por Carlos Eduardo Nunes-Ferreira (vice-presidente da Associação Brasileira de Ensino de Arquitetura e Urbanismo- ABEA e coordenador do CEAU/RJ). O módulo 2 ‘O Alcance da Política Urbana’, terá a participação de Valeska Peres Pinto (coordenadora do Programa “Melhores Práticas” da UITP Latin America e membro do Conselho Consultivo da FNA), Miriam Addor (arquiteta e urbanista e membro da Associação Brasileira de Escritórios de Arquitetura – AsBEA) e Jeferson Dantas Navolar (segundo vice-presidente do CAU Brasil). A mediação do módulo também será feita por Carlos Eduardo Nunes-Ferreira.

Em meio a esses debates do dia 21/7 serão exibidos trechos de gravações do ciclo de lives “Nossas Cidades 2021”, promovido pelo CEAU, com o objetivo de formular uma Carta aos Candidatos nas Eleições Municipais de 2021.

PROGRAMAÇÃO RESUMIDA:

Dia 18/07

17h às 19h – Mesa 1 – MUNDO DO TRABALHO: transformações no espaço das relações contemporâneas. Participação: Daniela Sarmento, Alfredo Campos, Clemente Ganz, Roberto Veras, Clara Ant e Ricardo Antunes. Mediação: Eleonora Mascia

Dia 19/7

18h às 20h – Mesa 2 –  EDUCAÇÃO EM ARQUITETURA E URBANISMO – MÓDULO 1: Ensino e Formação: Inclusão, Materialidade, Presencialidade. Participação: Ana Maria Goés, Helena Andrade e Valter Caldana.  Mediação: Gogliardo Maragno.

MÓDULO 2: Educação em Arquitetura e Urbanismo: a Profissão e a Sociedade. Participação: Ana Cláudia Cardoso, Ângelo Marcos Vieira de Arruda e Maribel Aliada. Mediação: Tiago Holzmann.

20h – Apresentação do filme A BOLSA OU A VIDA, de Sílvio Tendler

Dia 20/7

16h às 18h – Mesa 3 – ATHIS

MÓDULO 1: Históricos e Desafios para uma Política Continuada. Participação: Newton Burmeister, Cristina Barreiros e Luiz Eduardo Sarmento. Mediação: Maíra Rocha.

MÓDULO 2: Experiências e Boas Práticas. Participação: Socorro Leite, Patrícia Oliveira, Ivanete Carpes Ramos e Clarice de Oliveira. Mediação: Ormy Hütner Jr.

Dia 21/7

17h às 19h – Mesa 4 – A CIDADE E O FUTURO

 MÓDULO 1: Estatuto da Cidade com a apresentação do documentário 20 anos do Estatuto da Cidade: Utopia ou luta?. Participação: Luciana Schenk, Walter Linzmeyer, Nicole Brazeiro e Paulo Eduardo Ribeiro. Mediação: Carlos Eduardo Nunes-Ferreira.

MÓDULO 2: O Alcance da Política Urbana. Participação: Valeska Peres Pinto, Miriam Addor e Jeferson Dantas Navolar. Mediação: Carlos Eduardo Nunes-Ferreira.

 SERVIÇO

As produções da FNA terão transmissão na plataforma exclusiva do UIA2021RIO e no canal oficial da FNA no YouTube. Para ter acesso aos conteúdos da FNA no UIA2021RIO é necessária a inscrição no 27o Congresso Mundial de Arquitetos em: https://www.uia2021rio.archi.

 Canal no YouTube da FNA https://www.youtube.com/c/FNAFedera%C3%A7%C3%A3oNacionaldosArquitetoseUrbanistas/videos

 

The post FNA, CAU e entidades do CEAU têm programação dinâmica e exclusiva no UIARio2021 appeared first on FNA.