NACIONAIS

Pastoral do Povo de Rua, Campanha #DespejoZero e ZEIS Tororó são os ganhadores do Prêmio FNA 2021

Instituído para reconhecer iniciativas que dialoguem em favor da Arquitetura e do Urbanismo no Brasil, o Prêmio FNA 2021 contempla três iniciativas este ano: a Pastoral do Povo de Rua (SP/Nacional), a Campanha #DespejoZero (Nacional) e a ZEIS Tororó – Comunidade Monsenhor Rubens Mesquita (BA). Escolhidos dentro de um universo de indicações vindas dos sindicatos filiados à Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (FNA) e entidades de classe, os laureados foram os mais votados pelo Conselho Consultivo na manhã desta sexta-feira (29/10).

O colegiado contou com a presidente da FNA, Eleonora Mascia, e com os ex-presidentes Newton Burmeister, Orlando Cariello, Valeska Peres Pinto, Kelson Vieira Senra, Eduardo Bimbi, Ângelo Arruda, Jeferson Salazar e Cícero Alvarez. “O Prêmio FNA é uma oportunidade de darmos voz e, principalmente, visibilidade às ações que lutam pelas nossas cidades. Um espaço onde podemos ver que o direito à moradia e ao território são bandeiras de toda a população”, ponderou Cariello.

A entrega oficial das premiações ocorrerá dentro da programação virtual do 45º Encontro Nacional de Sindicatos de Arquitetos e Urbanistas (ENSA) no dia 26 de novembro (sexta-feira).

Saiba mais sobre os premiados:

Pastoral do Povo de Rua (SP/Nacional)

Organização criada em 1993 que trabalha com a população em situação de rua na cidade de São Paulo. Atualmente é coordenada pelo Vigário Episcopal da Arquidiocese de SP, Padre Júlio Lancellotti. Já atuou em iniciativas de acolhimento e solidariedade à população de rua, incluindo distribuição de alimentos, marmitas e agasalhos, e pela defesa de políticas públicas voltadas para a população em situação de rua, incluindo o acesso à moradia digna e fim das práticas hostis de construção. A indicação é da Diretoria Executiva da Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (FNA).

Campanha #DespejoZero (Nacional)

Campanha de ação nacional que visa a suspensão dos despejos ou remoções de comunidades, urbanas ou rurais, durante a pandemia da Covid-19. A iniciativa já conquistou a aprovação da Lei 14.216/21, no Congresso Nacional, para garantir a suspensão de todos os processos e procedimentos com a finalidade de desabrigar famílias. Hoje conta com mais de 140 entidades que compõem a iniciativa, dentre movimentos populares, organizações não-governamentais, coletivos, acadêmicos e ativistas e está presente em todas as regiões do país. A indicação foi feita pelo Instituto Brasileiro de Direito Urbanístico (IBDU).

ZEIS Tororó – Comunidade Monsenhor Rubens Mesquita (BA)

Iniciativa que luta, desde 2018, para manter o assentamento da comunidade da Rua Monsenhor Rubens Mesquita, no bairro Tororó, em Salvador (BA). O local, já declarado como Zona Especial de Interesse Social (ZEIS), vem sendo pressionado pela Prefeitura Municipal de Salvador para viabilizar a construção de um Shopping Center. A associação vem articulando uma rede de Assessoria Técnica no local, com atuação em diversos campos do conhecimento, e liderando o movimento “Tororó Resiste”. A indicação foi feita pelo Sindicato de Arquitetos e Urbanistas do Estado da Bahia (Sinarq-BA).

The post Pastoral do Povo de Rua, Campanha #DespejoZero e ZEIS Tororó são os ganhadores do Prêmio FNA 2021 appeared first on FNA.