Tire suas principais duvidas com relação ao mercado de trabalho.

Índice:

Estagiário / Estudantes

RECÉM-FORMADOS

 

Estagiário / Estudantes

Qual a função do Estágio.

Unânime entre especialistas: aprender é a principal função do estágio. O universitário/aprendiz, com pouca ou quase nenhuma experiência sai da casca do ovo e abre os olhos para um novo mundo em que terá de lidar com relações interpessoais, ética e responsabilidade entre outros valores fundamentais para sua sobrevivência e crescimento profissional. Na maior parte das vezes, a vivência é dolorosa, já que o clima amistoso do lar e o mundinho descontraído da faculdade ficam pra lá de longe da selva que é o universo corporativo. Por outro lado, isto faz parte do crescimento e não há como negar, trata-se de uma experiência única que todo jovem tem que passar para amadurecer.

Quais os maiores problemas?

Projetos

Quando você sentir que está com problemas nos seus projetos do estágio, a primeira coisa que você deve fazer é conversar com seu gestor. Ele saberá como direcioná-lo e dar as informações que você precisa para concluir seu trabalho. Antes de avisá-lo, pense sobre o que exatamente você precisa: mais tempo, mais informações ou um projeto diferente. Se você estiver trabalhando em grupo, também é válido pedir ajuda aos seus colegas.

Empresa ou gestor

Se você está com dificuldades para lidar com a maneira que a empresa funciona ou com o seu gestor, não desista sem antes tentar resolver. Por mais complicado que seja, você deve procurar ajuda. Fale com pessoas nas quais você confia, com professores ou até pessoas da sua família. Tente lidar com o problema da melhor forma possível. Apenas se nada resolver, procure por outro estágio que se encaixe melhor com o seu perfil profissional.

Colegas de trabalho

Problemas com colegas de trabalho são comuns. Uma das melhores maneiras de lidar com isso é conversar com o seu gestor. Ele pode direcionar você a outra equipe para evitar seu estresse no trabalho. Se você não quiser conversar com o seu chefe, você pode tentar entender exatamente o que faz com que você se sinta incomodado com seus colegas de trabalho e fazer o melhor para resolver esse problema.

Desafios técnicos

Cada empresa tem sistemas e equipamentos tecnológicos diferentes e nem sempre é fácil lidar com eles. Normalmente, as companhias têm técnicos que podem ajudar seus estagiários. Portanto, peça ajuda a eles e não deixe para resolver esse tipo de problema tarde demais.

Problemas pessoais

Todos nós temos problemas pessoais. Seja o fim de um relacionamento, brigas com alguém da família ou dificuldades financeiras, você não pode deixar que isso interfira na sua produtividade no estágio. Saiba como separar as coisas, mesmo que não seja algo assim tão fácil. Resolva essas questões fora do ambiente de trabalho.

Ética e moral

Muitas vezes nos deparamos com situações que podem envolver valores pessoas, é fundamental a conversa com seus gestores onde os valores da empresa passem por cima dos seus valores pessoas, uma reflexão sobre isso é importante para avaliar o problema, em todos os casos pode ser feito denúncia ao Conselho de Arquitetura ou ao Sindicato dos Arquitetos que fará todo o processo formal para apurar os fatos. Lembrando que isso pode ser desde do assedio ao desvio de conduta ética profissional.

Hoje existe uma legislação completa sobre estágio que que resguarda seus direitos, acesso logo abaixo para saber um pouco e se tiver alguma dúvida, fale conosco.

Veja a Lei de estagio ou Acesse o Manual do estagio

 

  • Após Formatura

Uma vez que o aluno se gradua em Arquitetura e Urbanismo, ele automaticamente deixa de ser estagiário, e deve ter seus contrato rescindido ou ter sua efetivação na empresa, lembrando que para os contratos CLT’s o salario mínimo profissional é exigido independe de tempo de formado, devendo ser aplicado imediatamente e com registro em Carteira de Trabalho. Logo abaixo você vai encontrar mais informações sobre como proceder no mercado profissional.

 

RECÉM-FORMADOS

Segundo censo realizado pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo em 2012, a má remuneração está entre os principais obstáculos para o exercício da profissão de Arquitetura e Urbanismo. Esse dado reflete uma realidade, identificada pelo Sindicato dos Arquitetos no Paraná (SINDARQ/PR), de precarização do trabalho e a utilização de meios ilegais para contratação de arquitetos e urbanistas por empresas do ramo. O levantamento indica, ainda, que a maioria dos Arquitetos e Urbanistas brasileiros são trabalhadores assalariados.

Atento à essa realidade, o SINDARQ/PR em parceria com o Sindicato dos Arquitetos no Rio Grande do Sul (SAERGS) lançam uma campanha de esclarecimento aos profissionais Paranaenses – principalmente aos jovens arquitetos e urbanistas. A campanha chamada “Manual de Defesa Pessoal do Jovem Arquiteto e Urbanista” foi feita em parceria com o Diretório Acadêmico da Faculdade de Arquitetura da UFRGS (DAFA). Faça o download do Manual

 

Contribua para a valorização da profissão perante a sociedade: Conscientize o contratante de seus serviços sobre as atribuições do arquiteto e urbanista.

Consulte a cartilha Contrate um Arquiteto e Urbanista, iniciativa do SINDARQ/PR que aborda a importância da contratação do profissional com formação específica em Arquitetura e Urbanismo. Faça o download da Cartilha Contrate um Arquiteto e Urbanista

Menu